Pedro Blum lança novo single “E aí” acompanhado de clipe

Pedro Blum lança novo single “E aí” acompanhado de clipe

10/12/2020 0 Por Redação

Músico divulga mais uma obra de sua carreira que estará disponível a partir desta sexta, 04/12

Pedro Blum (Reprodução/Internet)

Um pop romântico com pegada moderna e instrumentos orgânicos mesclados com programações eletrônicas: uma mistura que atualizou as definições de batida perfeita e é marca da música autoral de Pedro Blum. Essa experimentação é resultado do processo de composição de Pedro com produção de Filipe Soares e Gabriel Salles, masterização por André Dias e programação por conta de Gabriel Lucchini, pela Fibra Estúdio.

“Sempre usei a música como forma de ver e compreender o mundo e as pessoas”, descreve o artista que encontra na rotina, nos problemas e encantos de viver, a inspiração. “E aí” exterioriza o sentimento de gratidão à vida, em meio a um ano marcado por mudanças drásticas e inseguranças. “A mensagem principal da música é sobre ressaltar a importância de gastar mais horas realizando do que planejando e que, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise, vale a pena viver”. O clipe aborda a imensidão e profundidade da vida e do amor em um passeio de casal romântico na praia de Joatinga.

Com referências como James Bay, John Mayer, Jão, Um44K e Ana Gabriela, Pedro Blum já produziu diversas faixas e lançou quatro álbuns. O musicista de 30 anos, toca piano desde os oito, fez aulas em conservatório erudito, em escola de Jazz e depois passou a dar aulas. Também produz arranjos (com softwares de produção profissionais), que publica versões divertidas em sua conta no Instagram, e toca violão, além de compor as próprias músicas, cujo primeiros trabalhos têm origem de poemas criados aos 12 anos.

Radicado em São Paulo há seis anos, ele saiu de sua cidade natal em Salvador (BA) aos três, morou na Alemanha até os 23, onde recebeu apoio do governo alemão para realizar o projeto “Música em los barrios”, que ensinava piano para crianças carentes na Nicarágua – país em que viveu por um ano -, e retornou ao Brasil em 2014 para a Copa do Mundo. “Queria ficar apenas quatro semanas. Que se converteram em 6 anos”.

Advertisement

O vasto currículo não se estende apenas para o universo fonográfico. Formado em Ciência Política e História na Universidade de Heidelberg, na Alemanha, Pedro fala além do português e do alemão, inglês e espanhol fluentemente. Multifacetado, Pedro deseja ser percebido pelo seu trabalho sincero, feito com atenção, amor e carinho. “Quero que a música chegue a tocar o coração dos ouvintes e crie uma conexão instantânea com quem se identifica com o som.”